» »Unlabelled » ESPETÁCULO “PALAVRA DE ATOR” REVELAS AS SENSAÇÕES AO PÚBLICO DE LIMOEIRO

   Com Maurice Durozier, e a participação de Aline Borsari. O espetáculo “PALAVRA DE ATOR” é dividido em dois atos, e tem inicio a partir do momento que é servindo um Tchai para a plateia, um chá indiano com temperos, “para despertar os sentidos”, explica o ator. Maurice criou a obra a partir das perguntas de sua filha sobre teatro. “A ideia é sublinhar as contradições de quem representa e, longe de revelar o mistério, a montagem é um convite para entrar na intimidade do ator, do outro lado da cortina”, ressalta o diretor. O texto revela sensações, interrogações e convicções que vêm do palco, frequentado por Durozier há mais de 30 anos.
       Dentre alguns dos temas abordados no texto estão: ilusão e verdade, o nascimento de um ator, o teatro e a vida, o encenador, o teatro é sagrado, do outro e do eu. Os relatos são uma viagem pela vida paralela de um ator, pelos momentos de revelação ou de armadilhas. “Palavra de Ator” conta também a longa estrada da descoberta das leis do teatro. “Eu pensei muito nos jovens escrevendo esse texto”, confessa o dramaturgo e professor Maurice Durozier, que possui laços afetivos com o Brasil, desde a década de 80, quando passou um período no Ceará (CE).

Em Limoeiro, o espetáculo foi encenado no ultimo dia 04 de Abril, no Centro Cultural Ministro Marcos Vinícios Vilaça, em Limoeiro, é falado em português. O público que marcou presença pode se delicia com o belo texto e as belas nuanças apresentados por Durozier. E a Lionarte estava lá representada e no final do espetáculo tiraram aquela velha foto de recordação.

CONHEÇA MAIS SOBRE MAURICE DUROZIER E THÉÂTRE DU SOLEIL

Membro de uma das maiores e mais aclamadas companhias teatrais do mundo, o Théâtre du Soleil, Maurice Durozier nasceu em berço teatral e herdou o ofício. Ele é a quinta geração de atores na família e há mais de 30 anos integra a companhia Du Soleil.
Participou dos espetáculos “Ricardo II”, “Noite de Reis” e “Henrique IV”, de William Shakespeare; “A história de Norodom Sihanouk”, de Hélène Cixous; “Os Atridas”, de Euripídes e Ésquilo; “Os efêmeros”; e “Os náufragos da Louca Esperança”, dentre outras montagens dirigidas por Ariane Mnouchkine.
Em atividade ininterrupta há 43 anos, o Théâtre du Soleil foi fundado em 1964 por Ariane Mnouchkine, junto com alguns colegas da Universidade de Sorbonne, como uma Sociedade Cooperativa Operária de Produção. Em 1970, a trupe se instala no Bosque de Vincennes, na Cartoucherie, antiga fábrica de munição do exército francês, nos arredores de Paris. Desde então, o Théâtre Du Soleil se transformou em uma das maiores companhias da França e do mundo.

Por Luiz Pereira Neto

Postador CIA. DE EVENTOS LIONARTE

Aqui você coloca uma descrição do postador exemplo. Oi lá! eu sou um verdadeiro entusiasta Na minha vida pessoal eu gastar tempo com a fotografia, escalada, mergulho e passeios de bicicleta da sujeira.
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga