» »Unlabelled » LAURIVAN BARROS É O HOMENAGEADO DO 14º FESTIVAL DE TEATRO DE LIMOEIRO

Conheça um pouco mais da história de um dos grandes nomes da música de Limoeiro e região

Nascido na cidade de Bom Jardim/PE, em 29 de Março de 1943, e tornou-se um dos filhos adotados mais ilustre da cidade de Limoeiro - a Princesa do Capibaribe. É filho de Luiz Gonzaga de Oliveira e Maria de Lourdes Barros de Oliveira. Em sua formação estudou no Grupo Escolar Raimundo Honório em Bom Jardim entre os anos de 1950/1955. No Instituto Santana – Colégio das Irmãs Beneditas de Bom Jardim em 1956/57. No Ginásio de Bom Jardim, cursando o 2º Grau entre 1958 e 1961. Fez o curso Técnico em Contabilidade nos anos de 1962 a 1964 na Escola Nossa Senhora de Fátima em Limoeiro/PE.
No entanto iniciou seus estudos musicais aos dez anos de idade, quando estudou violão com seu pai - que era filho do Maestro Levino Ferreira - e recebeu aulas de piano da Ir. Odila Maroja, supervisora das Beneditinas naquela cidade. Estudou flauta transversal no Centro de Arte e Comunicação da UFPE com o professor Ítalo, cursando lá também Educação Artística Modalidade Música. Aprofundou seus estudos musicais (teoria e solfejo) com os professores Severino Rivoredo, Dimas Sedícias, Ivanildo Maciel e o Maestro Mário Guedes Peixoto, um curso promovido pela Orquestra Sinfônica do Recife em 1978/79. Foi professor na Escola Municipal de Música "Levino Ferreira", na cidade de Limoeiro/PE, onde também foi regente da banda Musical de mesmo nome.
Participou das orquestras de alguns blocos carnavalescos na cidade do Recife. Tem várias composições musicais, entre elas: Valsando em Recreio, Ladainha de Nossa Senhora, Quadrilha, Passando o Tempo (choro), Enquanto o Carnaval Não Passa (frevo canção), Somos foliões, Teimoso, e Vou de Bandolim, vencedora do Concurso Pernambucano "Música Hoje" realizado em Limoeiro em 1971 e gravado pela Banda Militar da cidade do Recife em "O Tema é Frevo nº 10". É Autor da música do Bloco Flor do Limão em 2005, e participou do mesmo bloco como saxofonista. Acompanha com sax o Bloco e Folia Dalva Torres, Bloco das Ilusões, Coral e Orquestra Edgar Moraes, e com flauta a seresta da Rádio Clube. É autor dos Hinos das cidades de Limoeiro e João Alfredo, e das escolas São Luiz de Casinhas, Escola Fernando Passos, Escola Cônego Deusdedith, Bicentenário da Paróquia de Limoeiro, Escola Suzel Galiza, Escola Cônego Fernando Passos e Escola Morais e Silva, comemorando o Jubileu de Ouro, em 25/08/1990.
Teve participação no Prêmio Pernambucano de "Música Hoje" em Goiana - PE. Foi guitarrista do Conjunto Boa Noite Tupi, em Bom Jardim, guitarrista do grupo musical "Evoluritmo" e pianista do conjunto musical "Os Águias". Participou na gravação do cd "Sete Dias da Semana", de Toinho de Limoeiro, tocando flauta transversal. Foi professor de música de 1980/1995 na Escola Padre Adauto Nicolau Pimentel.
Laurivan Barros muito faz pela nossa cultura, é um nome forte e presente no movimento cultural de Limoeiro e Região. Na música em especial, é referência pra varias gerações, sendo fundamental há 27 anos, no surgimento e fortalecimento do Movimento Musical de Limoeiro. No Teatro, Laurivan foi importante na realização de grandes trabalhos. Com a Companhia de Eventos Lionarte em 1994 participou do espetáculo “Solte o Boi na Rua” – de Vital Santos; Em 2008, estava presente no espetáculo “Quixotinadas – Cruzaventuras Sertanholas”, de Silvio Roberto de Oliveira e em 2010, integrou a equipe de músicos do primeiro espetáculo infantil da companhia, o espetáculo “A Princesa e o Rio das Capivaras”, com texto de Maciel Alves. No espetáculo Laurivan Barros encantava o público com sua flauta transversal e os acordes de seu violão. Atualmente é um dos músicos da Seresta Adalberto Moreira e integra os grupos musicas da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Apresentação de Limeiro. 

Postador CIA. DE EVENTOS LIONARTE

Aqui você coloca uma descrição do postador exemplo. Oi lá! eu sou um verdadeiro entusiasta Na minha vida pessoal eu gastar tempo com a fotografia, escalada, mergulho e passeios de bicicleta da sujeira.
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga